Quantcast

ARGENTINA

A taxa média de atividades do Sistema de Risco Laboral é de 5,2% e as contribuições são feitas pelos empregadores.

Continuar lendo

BRASIL

- Empreendedor: cota de 1%, 2% ou 3%, de acordo com o risco da atividade desenvolvida pela empresa. Detentor da participação agrícola: 0,1% sobre o valor da produção faturada.

Continuar lendo

CHILE

O empregador deve contribuir com 0,95% das remunerações tributárias mensais, mais uma contribuiçà £ o diferencial adicional, que varia de 0,0 a 3,4% de acordo com a atividade e o risco, percentual que pode ser recarregado atà © 100% em caso em que as normas de prevenção e segurança não sejam cumpridas.

Continuar lendo

COLÔMBIA

- A cotação é baseada no salário base, até o limite de 25 vezes o salário mínimo legal. (Em 2007, US $ 5.421,25) O preço varia entre 0,348% e 8,7%, dependendo do risco da empresa.

Continuar lendo

O SALVADOR

Eles estão incluídos nas cotizações de seguro, maternidade e saúde ocupacional, e incluem benefícios médicos e monetários (3).

Continuar lendo

ESPANHA

Taxa de prêmio definida por Decreto, levando em conta a incidência do risco inerente a cada atividade ou indústria.

Continuar lendo

GUATEMALA

Os empregadores contribuem com 3% da folha de pagamento; o trabalhador 1% do salário e o Estado 1% da mesma massa cotada.

Continuar lendo

Organização Ibero-americana de Seguridade Social. Todos os direitos reservados.

HOME BLOG AVISO LEGAL

Desenvolvido por Tecnologias Tible.