Estrutura (Organização)

Interventor Area de Gestión Comisión Económica Secretaría Consejero de la Secretaría General Secretaria General Comisión Técnica Permanente Comisiones Técnicas Institucionales Comités Regionales Comité Permanente Comisión Directiva Congreso Presidente Vicepresidente Secretaría General Vicesecretaría General Centros de Acción Regional y Delegaciones Nacionales

Presidencia

Claudio Omar Moroni, Ministro de Trabajo, Empleo y Seguridad Social de Argentina.

Abogado de profesión. Fue administrador Federal de Ingresos Públicos durante 2008, administrador Nacional de la Seguridad Social (2007-2008), síndico General de la Nación (2004-2007) y superintendente de Seguros de la Nación (1995-1998 y 2002-2004).

Fue gerente técnico de la Superintendencia de Seguros de la Nación entre 1989 y 1995. Entre 1999 y 2002 fue consultor en Seguros del Banco Interamericano de Desarrollo, además de jefe de Gabinete de Asesores de la Presidencia del Banco Provincia de Buenos Aires y miembro del directorio del Banco de Inversión y Comercio Exterior. Es ex titular de AFIP.

Vicepresidencias

Os vice-presidentes da Organização serão: nascido o representante do país sede da Secretaria-Geral, que substituirá o Presidente em caso de ausência ou vaga, e três de diferentes países designados pelo Comitê Permanente por proposta dos respectivos Comitês Regionais do Cone. Sul, Andina e América Central-Caribe em seu status representativo institucional, por um período de dois anos.

Eles atuam como vice-presidentes, com um caráter natural María Carmen Armesto González-Rosón, Directora General del Instituto Nacional de la Seguridad Social (INSS) de España e os outros três vice-presidentes indicados pela Comissão Permanente sobre a proposta dos Comitês Regionais, pela Área Andina Jorge Wated Reshuan (Ecuador); para a América Central e o Caribe, José Rafael Pérez Modesto (República Dominica); para o Cone Sul, Pablo Mieres (Uruguay).

Os vice-presidentes podem substituir o presidente nos atos para os quais ele expressamente delegar sua representação.

Para o país sede da Secretaria-Geral

María Carmen Armesto González-Rosón, Directora General del Instituto Nacional de la Seguridad Social (INSS) de España

Es licenciada en Ciencias Económicas y Empresariales por la Universidad Autónoma de Madrid y pertenece al cuerpo superior de interventores y auditores de la Administración de la Seguridad Social.

Ha desempeñado varios puestos en la Intervención General de la Seguridad Social y en la Tesorería General de la Seguridad Social, su último cargo antes de asumir la dirección del INSS fue como subdirectora general de Ordenación de Pagos y Gestión del Fondo de Reserva de la Seguridad Social.


Para a área andina

Jorge Wated Reshuan, Presidente del Consejo Directivo IESS (Ecuador)

Actualmente ocupa el cargo, Jorge Wated Reshuan, delegado de la Función Ejecutiva ante el Consejo Directivo del Instituto Ecuatoriano de Seguridad Social (IESS).

Dentro de su experiencia en lo público, el actual presidente del Consejo Directivo del IESS se ha desempeñado en cargos de gerencia y dirección. Lideró la Gerencia General de la Corporación Financiera Nacional (CFN), ejerció la Presidencia del Directorio de la Empresa Coordinadora de Empresas Públicas (EMCO E.P.) y fue director general del Servicio de Contratación de Obras (Secob), en donde se destacó por lograr solucionar más del 70% de obras con problemas y la ejecución de obras emblemáticas.

Previo a su llegada al IESS, fungió como presidente del Directorio de BanEcuador B. P., encabezando el posicionamiento de esta entidad como el “Banco del Pueblo”, impulsando a los emprendedores y convirtiéndola en una de las instituciones financieras más importantes del Ecuador, destacándose por la amplia colocación de créditos en favor de la reactivación económica y desarrollo productivo del país.


Para a América Central e o Caribe

José Rafael Pérez Modesto, Gerente General del Consejo Nacional de Seguridad Social (República Dominica) 

Actualmente desempeña el cargo de Gerente General del Consejo Nacional de la Seguridad Social (CNSS) de República Dominicana.

Es Lic. En Administración de Empresas (Universidad Mundial Dominicana), Post Grado en Mercadeo por la Universidad INTEC, Post Grado en Mercadeo Farmacéutico por Grupo PROMECO en Barcelona, España. Diplomado en Relaciones Públicas en Barna-Eada de Barcelona, España, Diplomado en Análisis del Discurso Político (Universidad Autónoma de México – APEC – FUNGLODE), Diplomado en los Procesos Psicocomunicacionales – Asociación Médica Dominicana, hoy Colegio Médico Dominicano.

En su trayectoria profesional desempeñó cargos como: Secretario de Estado sin Cartera (2008), subsecretario Administrativo de la Presidencia (2004-2008), director Administrativo de la Secretaría Administrativa de la Presidencia, durante la primera gestión constitucional del Dr. Leonel Fernández (1997-2000), entre otros muchos cargos.


Para o Cone Sul

Pablo Mieres, Ministro de Trabajo y Seguridad Social de Uruguay

Actualmente, Pablo Mieres, desempeña el cargo de ministro de Trabajo y Seguridad Social de Uruguay.

Es Doctor en Derecho y Ciencias Sociales, tiene el Grado en Sociología para el Desarrollo por el Centro Latinoamericano de Economía Humana, realizó estudios de Doctorado en Ciencia Política en la Universidad de la República.

En cuanto a su experiencia ha sido Senador entre los años 2015-2020, fue integrante de la Comisión de Asuntos Laborales y Sociales del Senado (2015-2019), también desarrolló actividades de investigación en temáticas relacionadas con las políticas sociales, fue consultor sobre Responsabilidad Social Empresarial para diversas empresas (2007-2015), Presidente del Partido Independiente (2005-2020), investigador en Ciencias Políticas en la Universidad Católica del Uruguay (2005-2012), Diputado por Montevideo (2000-2005), Decano de la Facultad de Ciencias Sociales y Comunicación de la Universidad Católica del Uruguay (1998-1999). Director de la Licenciatura en Ciencias Sociales de la Universidad Católica del Uruguay (1996-1998 y 2005-2012), Secretario de Programa del Nuevo Espacio (1996-1999), Director de Educación del MEC (1995-1996), Profesor universitario de grado y posgrado de la Universidad Católica del Uruguay (1991-2016), Secretario político del Partido Demócrata Cristiano (1990-1994), Profesor universitario de grado y posgrado en la Universidad de la República (1985-2008), Investigador en Ciencias Sociales en CLAEH (1983-2000), Secretario general de la Juventud Demócrata Cristiana (1983-1990) y fue Autor de numerosos artículos académicos en el país y en el exterior.

Secretário Geral

Dr. Gina Magnolia Riaño Barón

Ela atua como Secretária Geral Excma. Dr. Gina Magnólia Riaño Barón em virtude da designação feita pelo Comitê Permanente da Organização em 27 de novembro de 2013 em Bogotá, por delegação do Conselho de Diretores, acordada em sua reunião de 9 de março de 2012 em Montevidéu (Uruguai) e ratificada pelo Conselho de Administração em sessão realizada em Antígua (Guatemala) em 13 de novembro de 2014. É o maior expoente do órgão executivo.

Entre outros cargos, ela atuou como Ministra do Trabalho e da Seguridade Social da Colômbia, Ministra da Saúde responsável. Presidente do Conselho de Administração do Instituto da Previdência Social, Diretor Geral do Fundo Nacional de Seguridade Social, Diretor e Secretário Geral do Instituto Nacional de Transporte e Trânsito (INTRA), Diretor Regional da OISS para a Colômbia e a Área Andina.

Ele também atuou como membro do Conselho Nacional de Credenciamento do Sistema Único para a Garantia da Qualidade em Saúde e foi membro do Conselho de Estado da Colômbia.

Ela tem um diploma de direito. Advogado e Especialista em Segurança Social, Mestre em Gestão e Gestão de Sistemas de Segurança Social e em Gestão e Gestão de Assistência Social e Social; Especialista em Direito Administrativo. Diploma do Programa de Gestão Sênior. Ele estudou cooperativismo em Tel Aviv (Israel).

Vicesecretaria General

 

Ana Mohedano Escobar

Los últimos años ejerció el cargo de directora de Programas de Servicios Sociales y Equidad de Género en la Organización Iberoamericana de Seguridad Social.

Licenciado em direito e ciência política e administração. Diploma de Pós-Graduação e Estudos Avançados nas políticas da União Europeia. Especialista universitário em igualdade de gênero. Mestre em Gestão e Gestão de Sistemas de Segurança Social.

Secretariado


Lucila Arrojo Garcia

Responsável pelo Secretário


María Isabel Miguel López

Administrativo

Centros de Ação Regional e Delegações Nacionais


D. Marcelo Esteban Martín

Centro Regional de Ação da OISS para o Cone Sul.

Sede em Buenos Aires.

Diretor do Centro: Dr. Marcelo Esteban Martin.



Sr. Gustavo Riveros Aponte

Centro Regional de Ação OISS para a Colômbia e a Região Andina.

Sede em Bogotá.
Diretor do Centro: Dr. Gustavo Riveros Aponte.



D. Francis Zúñiga

Centro Regional de Ação da OISS para a América Central e o Caribe.

Sede em San José, Costa Rica.
Diretor do Centro: Sr. Francis Zúñiga González.



Sr. Gustavo Riveros Aponte

Delegação Nacional da OISS na Bolívia.

Delegado Nacional interino: Sr. Gustavo Riveros Aponte



Sr. Hugo Cifuentes

Delegação Nacional da OISS no Chile. Sede em Santiago do Chile.

Delegado Nacional: Sr. Hugo Cifuentes Lillo.


Representação Nacional do OISS no Brasil. Localizado em Brasília.

Área de Gestão


Dessislava Miteva Rachkova

Diretor de Gestão Econômica

Bacharel em Administração e Gerenciamento de Empresas, Especialista Universitário em Auditoria Financeira, Diploma de Estudos Avançados em Contabilidade e Auditoria, Mestre em Gerenciamento e Gerenciamento de Sistemas de Seguridade Social, Mestre em Prevenção e Proteção de Riscos Ocupacionais, Técnico Sênior em Prevenção de Riscos Trabalho com especialização em Ergonomia.



Holman Jiménez Ardila

Diretor de Programas Especiais e Delegado Técnico da Comissão Econômica

Contador público. Diploma em negócios; Mestre em Direção e Gestão de Bem-Estar Social e Serviços Sociais; Mestre em Gestão e Gestão de Sistemas de Segurança Social.


Julián Monroy Bayona

Chefe de Informação e Comunicação.

Advogado Especialista em Direito Administrativo; Mestrado oficial em meio ambiente, dimensões humana e socioeconômica; Mestre em Direito Ambiental e Mestre em Gerenciamento e Gestão de Sistemas de Seguridade Social.


Fernando Hector Velásquez Velarde

Técnico superior

Bacharel em Ciências da Comunicação Social; Mestrado em Diplomacia e Relações Internacionais; Diploma em Liderança e Inovação Digital; Diploma em Publicidade e Marketing de Relacionamento; Especialista em Comunicação Institucional; Especialista em Redes Sociais para Negócios; Curso de Protocolo Diplomático.


Guillermo Ávila Medrano  

Técnico superior

Licenciado en Ciencias de la Información – Sección de Ciencias de la Imagen Visual y Auditiva; Cursos de Doctorado en “Comunicación Audiovisual y Publicitaria I”; Certificado de Aptitud Pedagógica y Formador ocupacional.



Beatriz Campos Sáez

Administrativo


María Estrella Fernández Gutiérrez

Administrativo


Venancio Rodríguez Soltero

Serviços gerais

Comissão Econômica

É o órgão técnico da Organização responsável pela supervisão do movimento de fundos e execução orçamentária, cujo papel é exercido, em parte, por um técnico designado e dependente da própria Comissão Econômica.

A Comissão colaborará na elaboração dos projetos orçamentários de receitas e despesas. E revisará a elaboração do orçamento e o exame das contas, cujo resultado fará as recomendações pertinentes ao Comitê Permanente.

El Comité Permanente reunido el 28 de noviembre  de 2018 en Santo Domingo (República Dominicana), designa a Ecuador, Chile y República Dominicana como Miembros de la Comisión Económica para el periodo 2018-2021.

Comissões técnicas permanentes

Eles são corpos estáveis ​​de participação técnica em seu sentido mais amplo.
Em geral, realizam análises, estudos e debates sobre questões relacionadas às funções da Organização.
Atualmente, as seguintes comissões são constituídas:

Comissão Técnica para Benefícios Econômicos e Pensões.
Comissão Técnica de Saúde.
Comissão Técnica de Riscos Profissionais.
Comissão Técnica de Serviços Sociais.
Comissão Técnica de Previdência e Fundos.
Comissão Técnica dos Órgãos de Fiscalização, Fiscalização e Controlo

Comissões técnicas institucionais

Com caráter regional, desenvolvem funções e tarefas específicas em sua área, em coordenação com as Comissões Técnicas Permanentes.

Comitês Regionais

Favorecen la participación descentralizada de los países miembros de la OISS mediante la propuesta y supervisión de la planificación de las actividades en su ámbito territorial de actuación.

Comitê Permanente

O Comitê Permanente é o terceiro órgão estatutário da direção política da Organização, tem as seguintes funções: Aprovar o plano geral de atividades da OISS por um período bianual, aprovar o orçamento, conhecer o desenvolvimento dos planos anuais de atividades. , aprovar os ajustes, aprovar o exame das contas e a liquidação do orçamento; propor ao Comitê Diretor os regulamentos, estatutos de pessoal, propor ao Comitê Diretor a nomeação do Secretário Geral, nomear o Secretário-Geral Adjunto, ratificar a admissão de novos membros, nomear os membros da Comissão Econômica, além de todas as outras funções. OISS que lhe são confiadas pela Comissão Directiva.

É integrado por:

Presidente
Vice-presidentes
Secretário geral
1 representante para cada país membro
4 representantes das instituições membros

Conselho de Administração

É o corpo de natureza política que garante o cumprimento dos acordos do Congresso. É composto de: o Presidente, os três Vice-Presidentes, o Secretário-Geral e um representante e seu substituto de cada um dos membros remanescentes referidos nas alíneas a) eb) do Artigo 3 dos Estatutos da Organização.

Entre suas funções, entre outras, incluem:

Aprovar o Relatório da Secretaria-Geral e as linhas gerais dos planos de atividades semestrais.

Estabelecer os critérios para estabelecer as contribuições dos membros, sob proposta do Comitê Permanente.

Os acordos do Comitê Diretor serão adotados de acordo com o critério de ponderação de votos dos países, estabelecido para o Congresso no Artigo 8.1 deste Estatuto.

O Conselho de Administração se reunirá a cada dois anos, entre o Congresso e o Congresso.

Congresso

O Congresso é o mais alto órgão deliberativo e soberano da Organização, dentro de suas funções tem sido atribuído, entre outros, o seguinte:

Definir as diretrizes e critérios gerais que devem orientar a atividade da Organização.

Estabelecer as normas necessárias para garantir o cumprimento dos objetivos e funções da Organização.

Recomendar aos Estados membros a adoção de acordos visando à ampliação e melhoria da Previdência Social.

O congresso é constituído pelos delegados dos membros titulares. Os membros associados da Organização terão o direito de participar como observadores. Eles podem ser convidados ou aceitos como observadores, representantes de outras organizações relacionadas à Previdência Social.

Secretário Geral

É o órgão executivo da Organização Ibero-americana de Seguridade Social, responsável por: executar o Plano de Atividades, gestão administrativa, econômica e orçamentária, dirigindo e coordenando os Centros Regionais e as Delegações Nacionais.

Conselheiro da Secretaria Geral

O Conselheiro da Secretaria-Geral representará, por delegação, a OISS perante as Instituições e autoridades membros dos países, participando da coordenação do planejamento e execução das linhas de ação, bem como na reunião dos órgãos dirigentes da Organização. .

Auditor

É designado pela Comissão Econômica para exercer funções de controle às ordens de pagamento emitidas pela Secretaria-Geral.

Compartilhe nas redes sociais!

Organização Ibero-americana de Seguridade Social. Todos os direitos reservados.

HOME BLOG AVISO LEGAL

Desenvolvido por Tecnologias Tible.