ARGENTINA

Eles não estão sujeitos a contribuições para a Previdência Social ou ao imposto de renda de pessoas físicas.

Continuar lendo

COSTA RICA

Os benefícios de assistência ao desemprego não estão sujeitos ao Imposto de Renda ou às contribuições para a Previdência Social.

Continuar lendo

URUGUAI

Benefícios econômicos tributáveis com contribuições previdenciárias e IRP, de acordo com as seguintes seções: 1% para aqueles que ganham até 3 salários mínimos nacionais (SMN). 3% para quem ganha entre 3 e 6 SMN. 6% para quem ganha mais de 6 SMN.

Continuar lendo

VENEZUELA

Durante o período de desemprego, o trabalhador não é obrigado a contribuir para o IVSS, nem as compensações recebidas estão sujeitas a imposições fiscais.

Continuar lendo

Organização Ibero-americana de Seguridade Social. Todos os direitos reservados.

HOME BLOG AVISO LEGAL

Desenvolvido por Tecnologias Tible.