Política de Processamento de Dados Pessoais para a Colômbia - Centro Regional da OISS para a Colômbia e Área Andina

Publicado por: Secretaria Geral da OISS

Declaração de processamento de informações pessoais

Organização Ibero-Americana de Seguridade Social

1. Objeto

Indicar las directrices de tratamiento de los datos personales de personas naturales y jurídicas en el Centro Regional de la OISS para Colombia y el Área Andina, en cumplimiento de la Ley Estatutaria 1581 de 2012 «Por la cual se dictan disposiciones generales para la protección de datos personales» y sus decretos reglamentarios.

Esta lei tem como objetivo "desenvolver o direito constitucional de que todas as pessoas têm que conhecer, atualizar e retificar as informações que foram coletadas sobre eles em bancos de dados ou arquivos, e os outros direitos, liberdades e garantias constitucionais referidas Artigo 15 da Constituição Política; igualmente o direito à informação consagrado no seu artigo 20º "

2. Responsável pelo tratamento

O Centro Regional da OISS para a Colômbia e a Área Andina é responsável pelo processamento de dados pessoais não públicos sobre os quais decide direta e autonomamente.

Endereço: Bogotá DC

Endereço: Carrera 7 No. 26-20, 27º andar, edifício Tequendama

Email: [email protected]

Telefone: PBX (57 1) 7434591 a 7434594

3. Tratamentos

Os dados pessoais são coletados, armazenados, organizados, usados, distribuídos, transmitidos, transferidos, atualizados, retificados, excluídos, excluídos e geralmente gerenciados de acordo e proporcionalmente ao objetivo ou propósitos de cada tratamento.

Tratamento de dados sensíveis:

O Centro Regional da OISS para a Colômbia e a Área Andina aplicará proibições legais ao processamento de dados sensíveis, o que garantirá que:

a) O Titular deu sua autorização explícita para o referido tratamento, exceto nos casos em que, por lei, não seja exigida a concessão da referida autorização.

b) O tratamento é necessário para salvaguardar o interesse vital do portador e este está física ou legalmente incapacitado. Nestes eventos, os representantes legais devem conceder sua autorização.

c) O Tratamento é realizado no curso de atividades legítimas e com as devidas garantias por uma fundação, ONG, associação ou qualquer outra organização sem fins lucrativos, cuja finalidade seja política, filosófica, religiosa ou sindical, desde que se refiram exclusivamente aos seus membros ou a pessoas que mantêm contatos regulares devido à sua finalidade. Nestes eventos, os dados não podem ser fornecidos a terceiros sem a autorização do proprietário.

d) O Tratamento se refere aos dados necessários para o reconhecimento, exercício ou defesa de um direito em um processo judicial.

e) O tratamento tem um objetivo histórico, estatístico ou científico. Neste caso, as medidas que levam à supressão da identidade dos Titulares devem ser adotadas.

4. Finalidades dos tratamentos

As informações pessoais que são processadas no Centro Regional da OISS para a Colômbia e a Área Andina, têm os seguintes objetivos:

Relacionamento, comunicação, registro, acreditação, consolidação, organização, atualização, garantia, processamento, pesquisa, treinamento, autorização, relatórios, estatísticas, planejamento, melhoria, análise, processamento, auditoria, defesa legal e gerenciamento de ações, informações e atividades em que estão relacionados ou vinculados, com o Centro Regional da OISS para a Colômbia e a Área Andina.

5. Validade dos bancos de dados

As bases de dados terão uma validade igual ao período em que o objetivo ou finalidades do tratamento são mantidos em cada base de dados.

6. Direitos dos titulares

a) Conheça, atualize e retifique seus dados pessoais em frente ao Responsável pelo Tratamento ou Gerentes do Tratamento. Este direito pode ser exercido, entre outros, contra dados parciais, imprecisos, incompletos, fracionados, enganosos, ou aqueles cujo tratamento é expressamente proibido ou não tenha sido autorizado nos termos da Lei 1581 de 2012 (ou, na falta deste com as regras que regulam, adicionam, executam, complementam, modificam, apagam ou revogam).

b) Solicitar a comprovação da autorização concedida ao Responsável pelo Tratamento, exceto quando expressamente excetuado como requisito para o Tratamento, de acordo com o previsto no artigo 10 da Lei 1581, de 2012 (ou, na falta desta, com os regulamentos que regulam, acrescentam, executar, complementar, modificar, suprimir ou revogar) ou quando a continuidade do tratamento tenha sido apresentada de acordo com o artigo 10, numeral 4 do Decreto 1377 de 2013.

c) Ser informado pelo Gerente de Tratamento ou pelo Gerente de Tratamento, mediante solicitação, sobre o uso que foi dado aos seus dados pessoais.

d) Enviar à Autoridade de Proteção de Dados Pessoais da Colômbia reclamações por violações das disposições da Lei 1581 de 2012 (ou, na falta desta, com as regras que regulam, adicionam, executam, complementam, alteram, apagam ou revogam).

e) Revogar a autorização e / ou solicitar a supressão dos dados quando o Tratamento não respeitar os princípios, direitos e garantias constitucionais e legais. A revogação e / ou supressão procederá quando a Autoridade de Proteção de Dados Pessoais da Colômbia determinar que no Tratamento o Responsável ou Responsável tenha incorrido em conduta contrária à Lei 1581 de 2012 (ou em seu defeito com as normas que a regulam, adicionar, executar, complementar, modificar, excluir ou revogar) e / ou a Constituição.

O pedido de supressão da informação e a revogação da autorização não prosseguirão quando o Titular tenha um dever legal ou contratual de permanecer na base de dados ou o responsável tenha um dever legal ou contratual de continuar com o tratamento.

f) Acesso gratuito aos seus dados pessoais que foram sujeitos a tratamento. O proprietário pode consultar seus dados pessoais gratuitamente: (i) pelo menos uma vez por mês e (ii) sempre que houver modificações substanciais nas diretrizes de processamento de informações que os motivem a fazer novas consultas.

7. Autorização

Exceto para os casos definidos na Lei 1581 de 2012 (ou, na sua ausência, com os regulamentos que regulam, adicionam, executam, complementam, modificam, eliminam ou revogam), c é necessário que a autorização prévia do proprietário o solicite o mais tardar no momento da captura da informação. A autorização deve ser expressa e informada no sentido de incluir os propósitos específicos do tratamento para o qual o consentimento é obtido e obtido por quaisquer meios que possam estar sujeitos a novas consultas.

Bogotá DC - Colômbia

Gustavo Riveros Aponte - Diretor Regional da OISS para a Colômbia e a Área Andina.

Recentes


Protocolo de Supervivencia contra el Coronavirus

25 de septiembre de 2020, El Salvador.


Protocolo de Contingencia frente al Coronavirus

25 de septiembre de 2020, El Salvador.


Protocolo de Salud Institucional para Identificar posible Empleado con síntomas de COVID-19

25 de septiembre de 2020, El Salvador.


Protocolo Integral de Riesgos Biológicos en los lugares de Trabajo

25 de septiembre de 2020, El Salvador.


‘Lineamientos generales para adopción de medidas sanitarias en la reanudación de actividades del sector público y privado’

25 de septiembre de 2020, El Salvador


Situación del COVID-19 en América Latina (Hasta el 21 de septiembre)

25 de septiembre de 2020, Madrid, España.


Guías del Ministerio Público: ‘Los derechos laborales y la seguridad social en tiempos de pandemia por COVID-19’

25 de septiembre de 2020, Bogotá, Colombia.


Seminario Web: “Presentaciones de Redes Nacionales de la RIEI”

25 de septiembre de 2020, Madrid, España. Encuentro organizado por la Organización Iberoamericana de Seguridad Social (OISS) y la Red Iberoamericana de Empresas Inclusivas (RIEI). HORARIOS SEGÚN PAÍS: 08:00 h. en Managua, San Salvador, Costa Rica, Guatemala, Tegucigalpa (UTC -6) 09:00 h, en Quito, Ciudad de Panamá, C. México, Lima, Bogotá (UTC -5) 10:00 h. en La Paz, Asunción, Santiago […]