*

Publicado por: Secretaria Geral da OISS

Como consequência da aplicação de certas directivas comunitárias, em Espanha, em 1999, foi introduzida a provisão de risco durante a gravidez, benefício que foi completado em 2007, com o fornecimento de risco durante a amamentação.

De acordo com a primeira, a trabalhadora grávida cujo emprego representa um risco para sua saúde e / ou do feto tem o direito (e a obrigação da empresa) de ser transferida para outro emprego compatível com seu estado. No caso em que a transferência para um trabalho não pode ser realizada, por razões objetivas, o trabalhador suspende o contrato de trabalho, com o trabalhador (e a empresa ter a obrigação) de reservar seu emprego até o momento em que ela que o trabalhador pode ser transferido para uma posição compatível, ou até a data em que ela começa a licença de maternidade.

Da mesma forma, o trabalhador que está em uma situação de amamentação e seu trabalho apresenta um risco para sua saúde e / ou o bebê, desde que ele tenha menos de 9 anos de idade, tem o direito (e a obrigação da empresa) ) reservar o emprego até ao momento em que o trabalhador possa ser transferido para uma posição compatível ou até à data em que começa a licença de maternidade.

Durante o período de suspensão do contrato de trabalho, o trabalhador tem direito a um benefício econômico da Seguridade Social equivalente a 100% da base de contribuição do mês imediatamente anterior à suspensão, sem que o benefício esteja sujeito a qualquer período de contribuição. . Além disso, durante o período de suspensão, a obrigação de continuar a contribuir para os subsídios da Segurança Social e do trabalhador não pode ser demitido, e qualquer ação da empresa a este respeito é nula.

Recentes


Convocatoria. I Encuentro Internacional de Autoridades de la Seguridad Social, Seguridad y Salud en el Trabajo de la Comunidad Andina

Este evento es desarrollado por la Organización Iberoamericana de Seguridad Social (OISS) y la Comunidad Andina (CAN) en el marco de la Presidencia Pro Tempore del Estado Plurinacional de Bolivia, de acuerdo con el Plan de Trabajo del Comité Andino de Autoridades de Seguridad Social, Seguridad y Salud en el Trabajo contemplado para el periodo […]


Tercer informe sobre impacto COVID en los sistemas laborales y previsionales de la región. Brasil y España.


Sexto Informe Sobre Impacto Covid En Los Sistemas Laborales Y Previsionales De La Region – Mujeres Y Resiliencia Comunitaria


Segundo Informe De Avance Sobre El Impacto Laboral Y Previsional Del Covid 19


Quinto Informe Sobre Impacto Covid En Los Sistemas Laborales Y Previsionales De La Region


Informe sobre medidas tomadas en los países de iberoamérica relativas a la seguridad social y el trabajo por efecto de la pandemia.


El rol de la seguridad social en la transición justa.


Cuarto Informe Sobre Impacto Covid En Los Sistemas Laborales Y Previsionales De La Region.