1

Apesar do fato de que o regime IVM foi estabelecido em 1941, os serviços funerários são concedidos sob a Lei 134 de 1943, embora não seja até o Decreto-Lei 9 de 1962, quando pensões são adicionadas aos sobreviventes.

Continuar lendo

2

Na ausência de uma viúva ou viúvo e / ou de filhos órfãos do falecido ou do falecido, a mãe e / ou o pai do falecido ou os seus irmãos menores têm direito a reclamar a quantia economizada. Na ausência de todos os itens acima, o Fundo de Segurança Social irá reconhecer o valor economizado e capitalizado para a pessoa [...]

Continuar lendo

3

Isentos da exigência de registro, os companheiros grávidas na morte do falecido ou com crianças em comum com ele.

Continuar lendo

4

Presume-se que os pais ou irmãos viviam à custa do segurado ou pensionista falecido, se vivessem no mesmo domicílio e carecessem, total ou parcialmente, de recursos próprios para sua manutenção. Se eles não moram no mesmo endereço, é necessário verificar a dependência em relação ao falecido.

Continuar lendo

5

A soma das pensões atribuídas aos sobreviventes da mesma causa não pode ultrapassar a pensão de invalidez ou velhice, que serviu de base para o cálculo e se o excedesse, cada pensão seria reduzida proporcionalmente, mas no caso do grupo de beneficiários foi posteriormente reduzido, o montante da [...]

Continuar lendo

Organização Ibero-americana de Seguridade Social. Todos os direitos reservados.

HOME BLOG AVISO LEGAL

Desenvolvido por Tecnologias Tible.