Quantcast

1

A Lei identifica os seguintes sistemas financeiros: Distribuição simples para o seguro de doença-maternidade e o regime de abono de família; Distribuição de Capital para Seguro de Risco Profissional e Seguro de Capitalização Individual para Seguro de Aposentadoria, Incapacidade e Morte.

Continuar lendo

1

O regime financeiro dos regimes de segurança social baseia-se no método de distribuição anual. O equilíbrio financeiro do sistema é baseado em receitas e despesas anuais sem reservas financeiras ou acumulação de capital. A única fonte de financiamento para as pensões é a contribuição feita por empresas e outras entidades [...]

Continuar lendo

4

As contribuições para a Previdência Social são globais, correspondentes, da Lei 98/92, em vigor desde 1.1.1993, uma contribuição pessoal de 9% e uma contribuição do empregador de 14%. Os funcionários da educação contribuem com 5,5% e os empregadores deles 2,5%; empregados domésticos contribuem com 2,5% e suas [...]

Continuar lendo

3

O Estado, em virtude da Lei, não financia nenhum dos benefícios da Previdência Social, estes devem provir das contribuições. O Estado é obrigado a financiar despesas de administração, manutenção e renovação de equipamentos IVSS, com uma contribuição de não menos que 1,5% dos salários [...]

Continuar lendo

1

Os elementos que compõem o financiamento da Previdência Social no Brasil são os seguintes: a) os trabalhadores empregados, inclusive domésticos e avulsos, contribuem no salário-base de contribuição, pago no mês, que, a partir de julho 2003, é de 8% (para salários entre R $ 240,00 até o [...]

Continuar lendo

1

Os trabalhadores do setor privado, público e municipal, contribuirão para o esquema geral de riscos de doença, maternidade e profissionais administrados pelo ISSS, de maneira uniforme e gozarão dos benefícios de saúde e financeiros previstos na Lei ISSS e seus regulamentos. Para isso, eles vão citar a data em que entram [...]

Continuar lendo

1

Os regimes contributivos são contribuições financiadas pelos empregadores ou segurados, quando se trata de um dependente dependente ou independente, respectivamente. As contribuições também são de responsabilidade dos segurados quando se trata de pensionistas.

Continuar lendo

1

Todos os afiliados que beneficiam de cuidados de saúde devem fazer contribuições directas no momento da solicitação de um benefício médico ("co-pagamentos"), excepto no caso de pessoas sem recursos ou de beneficiários afiliados com rendimentos inferiores a um determinado limiar ou é coberto por certos programas e benefícios específicos.

Continuar lendo

2

O sistema estatal é financiado com recursos ordinários do Orçamento Geral da República, recursos diretamente arrecadados gerados a partir da operação do SIS, doações e contribuições não reembolsáveis de governos, agências de cooperação internacional, bem como contribuições de indivíduos, instituições públicas ou e os recursos transferidos pelo Fundo Intangível [...]

Continuar lendo

3

No que respeita aos acidentes de trabalho, o INP concede e paga, entre outros benefícios, os correspondentes a este seguro, aos seus próprios membros e aos pensionistas das empresas com Administração Delegada.

Continuar lendo

3

Os trabalhadores do setor privado, público e municipal, contribuirão para o esquema geral de riscos de doença, maternidade e profissionais administrados pelo ISSS, de maneira uniforme e gozarão dos benefícios de saúde e financeiros previstos na Lei ISSS e seus regulamentos. Para isso, eles vão citar a data em que entram [...]

Continuar lendo

Organização Ibero-americana de Seguridade Social. Todos os direitos reservados.

HOME BLOG AVISO LEGAL

Desenvolvido por Tecnologias Tible.