Quantcast

PERU

Sistema Nacional de Pensões: Uma pensão de sobrevivência será concedida: Após a morte de um segurado com direito a uma pensão de aposentação ou que tenha sido invalidado, ele ou ela teria direito a uma pensão de invalidez. Após a morte de um segurado, como resultado de um acidente comum, enquanto no período de contribuição. Após a morte de um segurado, como resultado de [...]

Continuar lendo

ARGENTINA

- Para gerar uma pensão pela morte de um membro ativo, o trabalhador deve ser um colaborador regular ou um colaborador irregular com direito. Beneficiários de benefícios de aposentadoria por velhice ou invalidez geram automaticamente uma pensão por morte. Trabalhadores que não cumpram os requisitos para serem qualificados como regulares ou irregulares com [...]

Continuar lendo

PORTUGAL

(3) Pensões de sobrevivência: O reconhecimento do direito a esses benefícios depende do fato de que o falecido tenha contribuído com pelo menos 36 meses. Em relação às pessoas a quem o direito às prestações pode ser reconhecido: Cônjuge, ex-cônjuge e pessoa que viveu com o beneficiário em uma união de facto: Duração do casamento por [...]

Continuar lendo

BOLÍVIA

Do falecido: Ser filiado e ter citado, no mínimo, 60 contribuições mensais ou ser pensionista. Dos beneficiários: A viúva tem que provar sua condição como esposa ou companheira com base no certificado concedido pelo Registro Civil. As crianças devem ter menos de 18 anos de idade e ser qualificadas com benefícios [...]

Continuar lendo

BRASIL

Os benefícios não estão sujeitos a um período de carência. No entanto, é necessário que o falecido, na data da morte, tenha o status de segurado ou pensionista. Para ter direito a uma pensão por morte, eles são considerados dependentes e parentes. Constituição Federal de 1988. Lei 8.212 de 24.07.91. Lei 8.213, de [...]

Continuar lendo

URUGUAI

- O viúvo, pais e pessoas divorciadas devem comprovar a dependência econômica do falecido ou a falta de renda suficiente. As viúvas terão direito ao benefício desde que sua renda mensal não exceda a soma de U $ 15.000 (pesos uruguaios quinze mil) em valores de maio de 1995. As pessoas divorciadas devem justificar que gozaram [...]

Continuar lendo

CHILE

Ter qualquer uma das qualidades indicadas pela Lei (o cônjuge, o cônjuge inválido sobrevivente, a criança e a mãe dos filhos naturais do falecido).

Continuar lendo

VENEZUELA

Quando o segurado falece sem direito à pensão de sobrevivência, os beneficiários (viúva, concubina e filhos menores) recebem uma única indemnização, desde que o segurado tenha acreditado com pelo menos 100 contribuições semanais, nos últimos 4 anos antes da morte. Se o segurado não deixar os parentes indicados ou assimilados, eles têm o direito [...]

Continuar lendo

COLÔMBIA

- Os membros do grupo familiar do pensionista por velhice ou invalidez devido ao risco comum que morre Os membros do grupo familiar da filial do sistema falecido, desde que este tenha pago cinquenta semanas nos últimos três anos imediatamente antes da morte e é creditado as seguintes condições: Morte causada por [...]

Continuar lendo

COSTA RICA

O direito à pensão é consolidado se, na data da morte do segurado, este já foi pensionista por velhice ou invalidez ou contribuinte ativo. Neste último caso, é necessário um mínimo de 180 contribuições, das quais 12 devem ser incluídas nos 24 meses anteriores à morte. Eles têm o direito [...]

Continuar lendo

CUBA

O direito a uma pensão surge nesta contingência quando o trabalhador, no momento da morte ou do desaparecimento, estava em serviço ativo. Os membros da família do trabalhador que está desconectado do local de trabalho têm direito a uma pensão desde que a morte ocorra dentro de seis meses após o término e o falecido tenha trabalhado não menos do que 75% de sua [...]

Continuar lendo

Organização Ibero-americana de Seguridade Social. Todos os direitos reservados.

HOME BLOG AVISO LEGAL

Desenvolvido por Tecnologias Tible.